Buscar
  • Fischer Comunicação

Variedade arara ganha destaque no mercado internacional


A cultivar arara já é conhecida no Brasil e vem ganhando destaque no exterior. A Revista Forum Café, número 84, editada na Espanha e distribuída na Europa, fez recentemente uma reportagem reverenciando o arara como uma variedade capaz de se destacar no atendimento à demanda de cafés especiais, sobretudo, para os mercados mais exigentes quando o assunto é qualidade de café.

Sob o título “Café Arara, el Geisha Brasileño” a revista mostra as vantagens desta nova variedade nos aspectos da produção e, principalmente, na qualidade da bebida, comparando-a com a variedade Geisha, oriunda da Etiópia e já reconhecida mundialmente pela qualidade excepcional de seus cafés.

Para a Fundação Procafé e sua equipe técnica, que participa do desenvolvimento da cultivar arara, é motivo de muito orgulho ver esse importante trabalho de pesquisa e difusão tecnológica, rendendo, literalmente, bons frutos. Afinal, esse é um de seus objetivos principais: criar melhores condições para a produção pelos cafeicultores do Brasil. Neste sentido, é fundamental destacar o empenho e dedicação dos Técnicos do ex-IBC e agora da Fundação Procafé, os Engs. Agrs. José Braz Matiello e Saulo Almeida, sem se esquecer de Francisco Barbosa Lima, quem iniciou o processo de seleção, os quais desde os anos de 1980 e ainda hoje participam da melhoria das variedades de café, como a arara.

Sobre a cultivar arara

Segundo os especialistas, os cafeeiros da variedade são muito produtivos e vigorosos, mantendo sua produtividade ao longo dos anos, apresentando, inclusive, boas respostas ao sistema de podas. Agregam, ainda, imunidade à ferrugem e boa tolerância à Phoma e à Pseudomonas. Além disso, apresentam frutos grandes e grãos de peneira graúda.

Os cafés produzidos pelos cafeeiros arara apresentam bebida limpa e adocicada e, em diversos concursos de qualidade, vem se destacando constantemente e ganhando consideráveis premiações.

A boa qualidade da variedade está ligada à sua origem genética, além da sua característica de maturação tardia dos frutos, pois o processo de desenvolvimento dos frutos fica alongado, assim tendo mais tempo para o acúmulo de substâncias ligadas à qualidade, resultando em cafés de melhor bebida, mais complexa e aromática.


As informações são da Fundação Procafé.


1 visualização0 comentário

Logo_ForCafe.png

Vendas e informações

11 2730 0522

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

@forcafe

Quero expor