Buscar
  • Forcafé

Projeto Adote Uma Micro Torrefação entra em nova fase


O projeto Adote uma Micro Torrefação surgiu no ano passado com o objetivo de unir toda a cadeia e levar ao consumidor cafés de diferentes regiões de Indicações Geográficas (IG). O intuito foi ligar produtor, microtorrefação e cafeterias.


Ao todo, cinco IGs brasileiras que possuem selo de origem participam da campanha, que tem o apoio da Probat Leogap e do Sebrae: Alta Mogiana, Cerrado Mineiro, Mantiqueira de Minas, Matas de Minas e Norte Pioneiro do Paraná.


O objetivo inicial foi que os produtores doassem as sacas de café para as micro torrefações, que por sua vez doaram café torrado para cafeterias com o compromisso de compra de café torrado e verde em retorno. O marketing do selo de origem ficará por conta das cafeterias.


Aproximadamente 47 produtores participaram da iniciativa e 40 micro torrefações preencheram um questionário, que foi analisado e levado em conta alguns itens, como ter mais de dois anos de existência e já trabalhar com o café especial. “Fizemos uma seleção dos inscritos, promovemos um encontro virtual entre todos os micro torrefadores e distribuímos o café que foi doado de acordo com as necessidades. Procuramos levar novidades aos torrefadores para eles divulgarem selos de regiões que ainda não tinham”, explica uma das idealizadoras do projeto, Georgia Franco.

A divulgação das micro torrefações participantes começou no mês de março. Foram 17 selecionadas, espalhadas pelo Brasil. Confira a lista:

- 1727 Coffee Roasters – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Ha Café! – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Amika Coffeehouse – recebeu cafés da Mantiqueira de Minas

- O Armazém Café – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Café Cultura – recebeu cafés das Matas de Minas

- Catarina Coffee & Love – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Gesha Cafés de Origem – recebeu cafés das Matas de Minas

- Kaffee Torrefação e Treinamento – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Koa Cafés – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Los Baristas Casa de Cafés – recebeu cafés do Norte Pioneiro do Parana

- Lucca Cafés Especiais – recebeu cafés das Matas de Minas

- Mono Cafés Especiais – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Mundo Café – recebeu cafés da Mantiqueira de Minas

- Muy Café – recebeu cafés das Matas de Minas

- Notus Café – recebeu cafés do Cerrado Mineiro

- Pandora Coffee Roasters – recebeu cafés do Norte Pioneiro do Parana

- Soul Cafés & Companhias – recebeu cafés da Alta Mogiana


Georgia explica que os cafés estão chegando para as micro torrefações e a última etapa é que elas doem em forma de bonificação para alguma cafeteria parceira. “A maioria tem sua própria cafeteria, mas gostaríamos que eles fossem ofertados na cafeteria e doados para um parceiro, assim o café atingirá ainda mais pessoas e outros profissionais poderão conhecer os grãos dos produtores”, completa.

Os consumidores poderão conhecer todos os grãos participantes a partir do dia 15 de abril, data prevista para os cafés serem lançados nas cafeterias. Para facilitar o acesso aos dados do produtor, os cafés contarão com um QR Code.

Para acompanhar as novidades, siga o Instagram do Projeto.

Fonte: Café Point

2 visualizações0 comentário