Buscar
  • Fischer Comunicação

Maturação dos frutos influi na escolha das variedades de café


Exemplos de diferenciais na maturação dos frutos de café. À esquerda, em ramos da cultivar mundo novo, podem ser vistos muitos frutos maduros, enquanto que à direita, na cultivar arara, os frutos se encontram ainda bem verdes, permitindo, com o cultivo desses materiais, estender bastante o período de colheita. As fotos foram tiradas no mesmo dia (1 de abril de 2020), no Sul de Minas Gerais


Na hora de escolher a variedade de café a ser plantada, é importante considerar a época de maturação dos frutos. Até poucos anos atrás, a cafeicultura brasileira contava, basicamente, com apenas duas variedades (com várias linhagens): a mundo novo e a catuaí. Elas ocupam a grande parte de nossos cafezais, pelas suas boas características de produtividade e vigor nos cafeeiros.

Com o desenvolvimento e introdução gradativa de novos materiais genéticos, que buscam associar resistência à ferrugem com boa produtividade, surgem novas alternativas para uso na renovação de cafezais.

No que diz respeito à época de maturação dos frutos, existem variações que podem ser bem aproveitadas. Dentre as variedades tradicionais mundo novo e catuaí, já existe esse diferencial, com maturação dos frutos precoce (a média no mundo novo) e tardia (no catuaí). Com as novas variedades, foi ampliado este leque de maturação, podendo-se contar, também, com materiais muito precoces e outros muito tardios.

A importância de poder ter na propriedade talhões de variedades com diferentes épocas de maturação dos frutos consiste em poder programar melhor a época de colheita, iniciando pelos talhões das variedades mais precoces e terminando pelas muito tardias. Com isso pode-se estender o período de colheita, começando mais cedo e terminando mais tarde.


Em decorrência, pode-se racionalizar o uso da mão-de-obra e do maquinário empregados na colheita, assim como a infraestrutura destinada ao preparo no pós-colheita. A qualidade do café colhido também vai ser melhorada com o escalonamento dos trabalhos, pois assim é possível colher mais café no estágio cereja.

A escolha das variedades/cultivares de acordo com a época de maturação dos frutos, pode ser feita observando as seguintes indicações:


- Materiais muito precoces a precoces: bourbon amarelo, icatu 3282, catucaí 785-15, beija-flor, IAC 125 ou tupy RN e siriema AS1.

- Materiais de maturação precoce a média: mundo novo, acaiá e catucaís amarelos (2SL, 20/15-479, 24-137) e asabranca.

- Materiais de maturação tardia: catuais, acauãs e híbridos (acauã cv 8, graúna, acauãma), japy, palmas e sabiá.

- Materiais de maturação muito tardia: arara e anuai.


Outras cultivares disponíveis, aqui não incluídas, também podem ser indicadas observando a sua época de maturação.


Por fim é necessário destacar que a época de maturação dos frutos, ligada à genética das plantas de café, interage com o ambiente e com os tratos. Em áreas com altitudes mais baixas, mais quentes, a maturação é acelerada, enquanto que nas regiões muito altas e frias, e em faces pouco ensolaradas, a maturação fica atrasada. Falta de chuva, adubação e outros tratos mal feitos aceleram a maturação dos frutos.


Por José Bras Matiello

FOLHA PROCAFÉ

4 visualizações

Logo_ForCafe.png

Vendas e informações

11 2730 0522

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

@forcafe

Quero expor