Buscar
  • Forcafé

Exportações brasileiras de café solúvel crescem em março de 2021


O relatório mensal divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics) aponta que as exportações nacionais do solúvel, em março de 2021, totalizaram 369.640 sacas de 60 kg, alta de 9,2% na comparação com o mesmo mês de 2020 e de 21,9% em relação a fevereiro deste ano. Com o desempenho, as remessas de solúvel ao exterior, no primeiro trimestre, alcançaram 946.267 sacas.

Para o diretor de Relações Institucionais da Abics, Aguinaldo Lima, o resultado de março foi bom e compensou o ritmo menos acelerado visto em janeiro e fevereiro. "Com a retomada observada no mês passado, consideramos que as exportações de café solúvel do Brasil demonstram estabilidade anual, mas com viés de alta, o que nos faz crer que seja possível alcançar a meta, prevista pela Abics, de crescimento de 3% ante 2020", projeta.

Nos primeiros três meses de 2021, o Brasil comercializou café solúvel para 94 países, sendo o principal importador os Estados Unidos, com a compra de 163.519 sacas. Na sequência vêm: Rússia, com 96.174 sacas; Argentina, com 75.599 sacas; Japão, com 74.354 sacas; e Indonésia, com a aquisição de 64.621 sacas.

Para Aguinaldo, entre as principais nações compradoras de café solúvel do País, é notório o avanço registrado nas importações realizadas por Turquia e Colômbia. Os turcos incrementaram as aquisições em 132,4%, em relação a 2020, e ocupam a oitava posição no ranking. Já os colombianos, que ocupam a 12ª posição, elevaram suas importações em 115,9%.

Ele também destaca a presença da Holanda entre os 15 principais destinos do produto brasileiro. "Os holandeses estão entre os grandes produtores de café solúvel no mundo e, desde o ano passado, subiram no ranking de nossos clientes, o que demonstra uma aceitação à qualidade e à diversidade de nossas fabricações", conclui.

Os dados completo do relatório estão disponíveis acessando: https://www.abics.com.br/noticia.php?noticia=258&desempenhos_das_exportacoes_de_cafe_do_brasil_mar_2021

As informações são da Abics.

2 visualizações0 comentário