Buscar
  • Fischer Comunicação

Epamig avalia problemas na produção de café devido ao La Niña


A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) acredita na continuidade do fenômeno La Niña, que pode provocar a diminuição no volume de chuva esperado para o mês de fevereiro nas principais regiões produtoras de café.

O pesquisador da Epamig, Williams Ferreira, aponta que o segundo mês do ano possui naturalmente um volume de chuva menor em comparação a janeiro, mas, por conta desse fenômeno climático, espera-se um volume ainda menor neste ano.


“O café está em fase do enchimento de grão. A deficiência hídrica causa o famoso ‘chocamento’, que é quando, no interior do grão, uma ou até duas lojas do grão ficam vazias, ou seja, sem a semente. Isso prejudica o volume de produção e a qualidade do café, porque aumenta os números de grãos chocos” afirma.


Para minimizar os impactos do déficit hídrico, o pesquisador recomenda aos cafeicultores buscarem outras formas de irrigar as plantações de café. “Aqueles produtores que dispõe do sistema de irrigação devem fazer a manutenção para poder utilizar em fevereiro, ou recorrer de outras técnicas, como a aplicação do hidrogel”, conclui Williams.


As informações são do Canal Rural.

1 visualização0 comentário

Logo_ForCafe.png

Vendas e informações

11 2730 0522

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

@forcafe

Quero expor