Buscar
  • Forcafé

Cooperativa Cocatrel celebra 60 anos


Há 60 anos nascia a cooperativa Cocatrel, com o objetivo de reunir os produtores rurais da região para juntos e pautados pelos valores do cooperativismo, buscarem as melhores soluções para o agronegócio local.

Para muitos produtores, principalmente os mais jovens, pode ser difícil imaginar como eram realizadas as negociações de café e as aquisições de insumos antes da chegada das cooperativas. Segundo Manoel Rabelo Piedade, superintendente da Cocatrel, existiam naquela época diversas casas compradoras de café que representavam as exportadoras. “Esse pessoal fazia compra direta do produtor. Eles mesmos iam até as fazendas, classificavam, provavam o café e pagavam o preço que queriam. O produtor não tinha nenhuma garantia de que era aquilo mesmo que valia o seu café. Para piorar, naquela época as notícias na imprensa eram raras e toda informação que vinha, chegava com muita lentidão e atraso. O produtor precisava, então, vender seus cafés pelo preço que lhe era imposto”.

Acatando reivindicações, o governo entendeu que deveria regularizar a cafeicultura e criar o Instituto Brasileiro do Café (IBC). Aproveitando dessa oportunidade e acreditando que a filosofia cooperativista poderia dar muito certo para a cafeicultura de Três Pontas e da região, um grupo de produtores, encabeçado por Juvenal Corrêa de Figueiredo, decidiu difundir a ideia e sair em busca do número necessário de cafeicultores para que a cooperativa pudesse entrar em funcionamento. Ary de Oliveira Piedade, Osvaldo Campos Reis, Sebastião Corrêa e Luiz Azevedo Araújo foram alguns dos primeiros que acreditaram e apostaram no sucesso da Cocatrel.

No dia 14 de agosto de 1960, na sede da Associação Comercial de Três Pontas, dezenas de produtores se reuniram para a assembleia de fundação da Cocatrel, que teve sua primeira ata assinada por Ari de Oliveira Piedade, Juvenal Corrêa de Figueiredo, Osvaldo de Campos Reis, João Piedade de Campos Filho, João Chaves de Figueiredo, Antônio Nogueira de Resende, Antônio Luiz Azevedo Araújo, Raul Nogueira, Sebastião Nogueira, José Garcia Filho, Antônio Gerônimo de Mesquita, Agnelo Vilela, Júlio Ignácio e Antônio Castro Teixeira de Miranda.

Regularizada a fundação, a Cocatrel pôde contar com um financiamento junto ao IBC que, somado ao dinheiro da integralização de capital de seus cooperados, adquiriu armazéns, maquinário para beneficiamento, móveis e utensílios. A Cocatrel entrou oficialmente em operação no dia 18 de julho de 1961, tendo sua primeira diretoria composta por Juvenal Corrêa de Figueiredo como presidente, Osvaldo de Campos Reis, diretor comercial, e Ari de Oliveira Piedade, diretor secretário.

Tendo como referência o trabalho realizado no passado, a Cocatrel busca hoje, através do relacionamento próximo e participativo de seus cooperados, ser a melhor e mais segura cooperativa para se fazer negócios. Isso porque, através da uma plataforma completa de produtos e serviços, atua para auxiliar os produtores em cada etapa de seus negócios, com assistência técnica, análises químicas, serviços de colhedeiras e armazéns seguros em cada cidade onde atua, equipados com sistemas de rastreamento e aptos a receberem cafés com as principais certificações do mundo. As indústrias de benefício atendem as demandas internas da cooperativa, as necessidades dos cooperados e também de outras empresas, que confiam à Cocatrel a missão de deixar seus cafés muito bem-preparados e prontos para a exportação.

A Cocatrel garante a classificação dos cafés recebidos em apenas um dia, para que os cooperados possam comercializá-los bem e rapidamente. Se o produtor possui cafés especiais, a cooperativa tem um departamento exclusivo para cuidar deles. O CDT identifica, analisa, e comercializa estes cafés, exportando-os para todos os continentes do mundo.

Possui nove lojas agropecuárias e realiza, anualmente, três feiras estratégicas. Dessa maneira o produtor adquire todos os insumos e maquinários que necessita na hora certa, podendo pagar com a melhor moeda de troca, o seu próprio café.

A Cocatrel também tem soluções financeiras que garantem aos cooperados financiamentos, adiantamentos, antecipações e negociações no mercado futuro que os auxiliam na gestão dos seus negócios.

Pensando na diversificação e maior rentabilidade para o produtor, conta com uma unidade exclusiva para receber, preparar e comercializar milho, soja, sorgo, trigo e aveia, além de uma indústria de laticínios para receber diariamente o leite produzido pelos cooperados. Café e leite são industrializados e compõem linhas completas de produtos disponíveis nas Cafeterias Cocatrel e nos melhores mercados da região.

As responsabilidades estão no DNA da cooperativa e a Cocatrel, pautada pelos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), realiza, patrocina e apoia projetos sociais, ambientais e culturais, visando sempre o desenvolvimento das pessoas e das comunidades onde atua.

Há 60 anos, produtores com interesses comuns e cheios de boa vontade realizaram o sonho de fundar a sede da cooperativa em Três Pontas. Hoje, guiada por valores como transparência, ética, cooperação e inovação, a Cocatrel recebe em média 2 milhões de sacas de café, agrega 7 mil famílias cooperadas, 600 colaboradores e também é de Santana da Vargem, Coqueiral, Nepomuceno, Carmo da Cachoeira, Santo Antônio do Amparo, Córrego do Ouro, Guapé, Ilicínia, Varginha e Três Corações.

As informações são da Comunicação Cocatrel.

1 visualização0 comentário