Buscar
  • Forcafé

Cafeicultores protegem cultivos e driblam instabilidades climáticas com irrigação por gotejamento


Temos observado enormes mudanças climáticas neste ano, como elevadas temperaturas, chuvas de granizo, seca intensa, geada e tudo isso interfere em uma maior intensidade de pragas, doenças e plantas daninhas nos cultivos, que tem sido notado no café arábica.

Por esse motivo, é comum a intensificação de manejo principalmente químico, como, por exemplo, o uso tiametoxan para o controle de bicho mineiro (Leucoptera coffeella) no café arábica, ou químico associado com biológico.


Desse modo, os produtores que contam com o sistema de irrigação na sua propriedade possuem a alternativa de realizar as aplicações dos produtos químicos, biológicos ou orgânicos para proteção do cultivo via irrigação chamado de Proteção de Cultivos (ou Quimigação), podendo diversificar suas formas de manejo.

A Proteção de Cultivos proporciona inúmeros benefícios como maior velocidade e segurança na aplicação, maior aproveitamento do sistema de irrigação, menor necessidade de mão de obra, menor tráfego de maquinários na lavoura consequentemente menor compactação do solo e o mais interessante, a possibilidade de aplicação em qualquer horário do dia ficando menos dependente do clima para aplicação dos produtos.

Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados na aplicação desses produtos via sistema de irrigação, como o uso devido de EPI´S, conhecer o produto aplicado, alvo e período de carência, respeitar os tempos de avanço e injeção do sistema.

Fonte: CaféPointv

4 visualizações0 comentário