Buscar
  • Forcafé

Brasil exportou 7 milhões de sacas de cafés especiais de janeiro a novembro de 2020


Segundo dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), entre o ano civil de janeiro a novembro de 2020, o Brasil exportou 7 milhões de sacas de cafés especiais, com qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis.

O dado representa 17,7% da quantidade total de café brasileiro exportado no período e um aumento de 1,4% em relação ao volume de cafés especiais exportados de janeiro a novembro de 2019. O valor também confere o maior volume dos grãos embarcados para o período nos últimos cinco anos. Já a receita cambial gerada com a exportação dos especiais foi de US$ 1,1 bilhão, representando 22,8% do valor total gerado com as exportações neste ano até agora.


Os principais destinos dos cafés especiais, que representam 78,7% dos embarques, foram, respectivamente: Estados Unidos, que importaram 1,5 milhão de sacas (21% do volume total embarcado no ano civil); Alemanha, com 1 milhão de sacas (14,7%); Bélgica, com 880,1 mil sacas (12,5%); Japão, com 582,4 mil sacas (8,3%); Itália, com 506 mil sacas (7,2%); Reino Unido, com 234,7 mil sacas (3,3%); Espanha, com 226 mil sacas (3,2%); Canadá, com 215,8 mil sacas (3,1%); Suécia, com 210,6 mil sacas (3%); e Países Baixos, com 176 mil sacas (2,5%).

As informações são do Cecafé.

4 visualizações0 comentário